O Blog no Fim do Universo

Posts Tagged ‘romance’

V-day e o cinema

Posted by Darshany L. em 14/02/2010

E já que é Valentine’s Day, dois vídeos para quem é cinéfilo e curte a data:

25 “I love you” clássicos do cinema (via Moviefone)

http://video.aol.com/aolvideo/Moviefone/the-moviefone-mash-i-love-you-over-and-over-again/65779380001

Melhores cenas românticas do cinema (via Cinema Revisitado)

Anúncios

Posted in cinema, narrativa em vídeo, post-filtro | Etiquetado: , , , , , | 1 Comment »

Quando o passado e o presente se encontram

Posted by Darshany L. em 29/01/2010

Amor e Lixo, de Ivan Klíma

Um romance repleto de traços autobiográficos. Assim é Amor e Lixo, do autor tcheco Ivan Kíma. Narrado em primeira pessoa, a história conta sobre o passado e o presente, lado a lado, de um escritor em Praga, cujas obras estão proibidas em seu país.

O escritor, que não tem o seu nome revelado em nenhum momento, resolve então trabalhar como gari. Não porque precisa, uma vez que seu trabalho é reconhecido no exterior. Mas sim como forma de passar o seu tempo livre e ter uma nova experiência de vida.

Enquanto narra os seus dias de trabalho nas ruas de Praga, o personagem revela acontecimentos desde sua infância até o seu casamento, seriamente abalado por uma traição. Essa infidelidade, que pertenceu ao passado, volta a tomar conta de seu presente, e a paixão por vezes doentia de sua amante se torna tema de grande parte do livro. A obra também faz diversas referências ao escritor Franz Kafka, sobre quem o personagem central faz um ensaio.

Amor e Lixo mescla uma história de amor com críticas severas ao nazismo e ao regime comunista e repressor na Tchecoslováquia durante os anos 70 e 80. Diálogos por vezes cansativos, mas uma narrativa brilhante, sem dúvidas.

Posted in literatura | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , | 2 Comments »

Amores perdidos

Posted by Darshany L. em 12/01/2010

Não, eu não errei o título novamente, como vai sugerir minha querida prima, cuja companhia no cinema foi fundamental. O filme é Abraços Partidos, última obra-prima do cineasta Pedro Almodóvar, mas o título do longa poderia ser Amores Perdidos sem o menor problema. Porque é essa a sensação que o filme passa o tempo inteiro: uma história de perdas.

Cena de Abraços Partidos

Além das perdas que já nos são apresentadas na primeira metade do filme, Abraços Partidos nos dá vários sinais de que algo pior está por vir. Chega a ser óbvio, em certo momento. Mas talvez seja essa mesma a intenção de Almodóvar, que incluiu no longa diversas referências a outras obras cinematográficas, diretores e a si mesmo – porque não?

Um diretor de cinema e roteirista que é cego (personagem de Lluís Homar) guarda em sua memória as lembranças de um romance que viveu com Lena (Penélope Cruz), 14 anos atrás. A história desse passado é revelada ao longo do filme. Paixões intensas, obsessão, tragédia e até mesmo comédia, montam o cenário de Abraços Partidos, que leva o espectador da risada ao choque de uma cena à outra. Isso sem contar a estética impecável do filme.

Trailer:

Em Vitória, Abraços Partidos está em cartaz no Cine Jardins, com sessões às 19h e às 21:20h. Saiba mais aqui.

Posted in cinema, resenha | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , | 2 Comments »

Love is in the air

Posted by Darshany L. em 15/07/2009

A Patrícia, do Cinema Revisitado, fez um vídeo lindo, mais que perfeito! Com as melhores cenas românticas do cinema na opinião dela. Adorei! Aparece o Heath Ledger, quase choro de emoção. E tem também minha cena preferida de Orgulho e Preconceito… ahhh, assistam :}

Posted in cinema, narrativa em vídeo, post-filtro | Etiquetado: , , , , , , , , , | 2 Comments »

Bloom’s Day: você conhece?

Posted by Darshany L. em 18/06/2009

Se foi logo pensando em Orlando Bloom (não o/a culpo), está enganado. Descobri hoje, através da Letícia Simões, que o Bloom’s Day, comemorado há 100 anos no dia 16 de junho, celebra a importância da vida e obra de James Joyce para a literatura mundial.

James Joyce, escritor de "Ulisses", é o homenageado do Bloom's Day.

James Joyce, escritor de "Ulisses", é o homenageado do Bloom's Day.

Para quem não sabe (eu não sabia, confessoconfessoconfesso), James Joyce foi um escritor irlandês, autor do romance clássico Ulisses, sua principal obra. O livro, considerado por muitos estudiosos o “romance definitivo do século XX”,  narra a história de um homem comum, Leopold Bloom, durante um único dia em Dublin: 16 de junho de 1904. Daí o nome Bloom’s Day e a data da comemoração.

Em Dublin, cidade natal de James Joyce e onde se passa Ulisses, é onde se concentram as manifestações mais fortes em homenagem ao escritor. Mas em todo o mundo há celebração, inclusive no Brasil. Vou correndo ler esse livro, para ano que vem eu participar também.

Via Bonde e Além do Muro da Estrada.

Posted in post-filtro | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 4 Comments »