O Blog no Fim do Universo

Posts Tagged ‘série’

“Gamer” decepciona

Posted by Darshany L. em 12/10/2009

Muitas cenas de ação, um pouco de romance (tá, quase nada de romance), atores bons e uma história interessante – a princípio. Quando assisti ao trailer de Gamer e vi todos esses ingredientes que fazem, para mim, um filme ser bom, fiquei doida para assistir.

A história do filme é até meio clichê. No futuro, K. Castle (Michael C. Hall) cria um jogo online no qual os jogadores controlam vidas reais (que na verdade são prisioneiros no corredor da morte que, se conseguirem um determinado número de vitórias, são libertados). É aí que entra Kable (Gerard Butler), um “personagem” desse jogo que é quase invencível e está prestes a ser o único a conseguir a tal liberdade.

No começo, estava achando ótimo. Mas me parece que o roteiro deixou a desejar lá pela metade do filme, e a história se perdeu. Alguns detalhes podiam ser melhor explicados, e nesses momentos a platéia fica “como?” ou “não entendi…”. As explicações foram muito jogadas em cima do espectador, e quando você está finalmente processando o que aconteceu, o filme acaba.

Gamer tem, sim, uma história bizarra. Mas Mandando Bala, por exemplo,  também tinha e me agradou bastante. A sorte dos diretores (os mesmos de Adrenalina, que por acaso é ótimo) foi ter ótimos atores em cena. Gerard Butler estava muito bom no papel de injustiçado, e Michael C. Hall (o Dexter !!!)  simplesmente perfeito como um psicopata (porque será?). Kyra Sedgwick (da série The Closer) também está no elenco, mas achei o papel meio apagado, apesar de ter me surpreendido. Acertaram também na trilha sonora, com Marilyn Manson e sua Sweet Dreams.

Ainda acho que trilhas sonoras com grandes clássicos podem salvar qualquer filme (assim como Nirvana, Mötley Crüe, AC/DC, Motörhead salvaram Mandando Bala).

Trailer de Gamer:

Kyra Sedgwick
Anúncios

Posted in cinema | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 1 Comment »

Dexter em desenho animado.

Posted by Darshany L. em 02/08/2009

Para os fãs de seriados (ou seja, eu), uma novidade (um pouco velha, confesso): a série Dexter, aquela do serial killer bonzinho, vai virar desenho animado. Mais uma vez, descobri isso pelo twitter, e acabei indo parar no site Poltrona, que conta direitinho sobre a versão animada da série. Os episódios serão disponibilizados com exclusividade na internet, nesse semestre. Seria uma estratégia de marketing para a 4ª temporada de Dexter, que estreia em setembro?

Em tempo: não sou de roer unhas, mas eu não aguento de ansiedade pra chegar logo setembro e assistir a nova temporada. Uma das minhas séries preferidas. No meu outro blog, escrevi uma resenha inocente quando comecei a assistir à primeira temporada. Não vale rir.

Posted in post-filtro | Etiquetado: , , , , , , , , , , , | 2 Comments »

BNFDU retrô!

Posted by Darshany L. em 03/07/2009

Posted in narrativa em slides | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , , , , , | 2 Comments »

Eu sempre quis ser Rory Gilmore.

Posted by Darshany L. em 26/06/2009

Rory Gilmore

Rory bem novinha, no começo da série.

Ok, eu sempre quis ser várias personagens de seriados, mas a Rory Gilmore é especial porque ela era adolescente bem na época que eu era adolescente também (considerando que eu seja adulta no momento).

Apesar disso, Gilmore Girls não é uma das séries que acompanhei ou assisti completa. Primeiro, porque assistir dublado era péssimo. Segundo, porque tinha outras séries na fila para serem baixadas – mas eu ainda assistirei todas as 7 temporadas inteiras.

Gilmore Girls terminou em 2007, e futucando em blogs e mais blogs eu descobri através do Hialoplasma por onde anda a atriz Alexis Bledel, que interpretava a Rory. A autora do blog, que também estuda Jornalismo que nem eu, é fã da série e escreveu um post só sobre a ex-Gilmore. E choquem-se (ou não): ela acabou de filmar um filme com RODRIGO SANTORO, chamado Post Grad. Leia mais no blog acima para saber detalhes.

Posted in post-filtro | Etiquetado: , , , , , , , , | 10 Comments »

Maníaca por seriados.

Posted by Darshany L. em 25/06/2009

Não estou falando de mim, apesar de parecer! Estava aqui pesquisando uns blogs de Manaus (nem conto o porquê), e finalmente achei um bem bonitinho que até lembrou o meu próprio blog.

Me identifiquei com a garota (Irena), e ela fez um post só sobre séries! Adorei e salvei nos favoritos, quero assistir as séries que ela indicou. Uma gracinha, vale a pena olhar, só clicar aqui.

Posted in post-filtro | Etiquetado: , , , | 2 Comments »

Amanda Palmer who?

Posted by Darshany L. em 22/06/2009

Eu sei que o nome lembra a falecida Laura Palmer da também falecida série americana Twin Peaks, mas Amanda Palmer nada tem a ver com a Palmer televisiva – execeto pela quantidade de fãs que a aclamam.

Amanda Palmer e seu figurino excêntrico.

Amanda Palmer e seu figurino excêntrico.

Amanda Palmer é vocalista e pianista da banda americana Dresden Dolls (que mistura punk e cabaré), mas se jogou na carreira solo em 2008, com o cd Who Killed Amanda Palmer? (seria uma referência à serie Twin Peaks?). Desde então, a cantora de jeito esquisitão vem conquistando cada vez mais espaço entre os jovens, e pelo menos metade desse sucesso tem nome: Twitter.

Palmer, que em maio esteve na Califórnia em um dos festivais de música mais importantes dos Estados Unidos, o Coachella, decidiu fazer de seu Twitter sua maior forma de divulgação de shows. Por conta disso, sua popularidade deu uma guinada, e seus shows lotam cada vez mais, mesmo em lugares pequenos.

No Coachella, por exemplo, Amanda Palmer respondia minutos antes de subir ao palco a pedidos de música. Tudo via Twitter. Por isso, e por fazer piadas sobre internet no meio do show, foi considerada a artista mais geek do festival (ou nerd, como queiram) – além de ter uma música chamada Guitar Hero. Virei fã.

Amanda Palmer cantando Creep, do Radiohead, no festival Coachella:

A cantora interpretando o mesmo sucesso do Radiohead, porém em Boston, muito doida:

Clipe de “Guitar Hero”:

Posted in música, post-filtro | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a Comment »

O que aprendi com Felicity.

Posted by Darshany L. em 21/06/2009

Nas últimas férias, eu finalmente terminei de assistir a minha série preferida, a mais linda de todos os tempos: Felicity. Lembro que eu estava chorando no penúltimo episódio, e meu pai passou no quarto e disse “Não acredito. Isso nem é novela!”. Ele não entende! Ninguém entende a paixão que eu tenho por esse seriado.

Felicity (de vermelho) e seus amigos.

Felicity (de vermelho) e seus amigos.

Não sei se é pelo fato de a protagonista, Felicity Porter, se parecer comigo em alguns aspectos. A primeira vez que vi um episódio, ainda passava no SBT, logo me identifiquei com ela. Fiquei maluca, e o SBT era mais maluco ainda e não passava os episódios direito, pulava temporada. Coloquei na cabeça que iria baixar a série inteira assim que tivesse uma internet rápida – a minha era discada, na época.

Felicity e Ben, seu grande amor. (cena da 4ª temporada)

Felicity e Ben, seu grande amor. (cena da 4ª temporada)

Eu não podia nem comprar os DVD’s! No Brasil simplesmente NÃO TEM os DVD’s de Felicity, o que me deixa profundamente inconformada. Foi então que minha velox finalmente chegou, eu parei de acompanhar no SBT de qualquer maneira, e baixei todas as 4 temporadas. Assistia com a maior empolgação do planeta cada episódio… morria quando não podia continuar e iria demorar para saber o que aconteceria. Sem mais nem menos me pegava cantando por aí a música-tema da série (abaixo).

New Version of You – J. J. Abrams (tema de Felicity)

Felicity, com Ben ao fundo.

Felicity, com Ben ao fundo.

Felicity me viciou completamente, mais do que qualquer outra série conseguirá fazer. Seus erros, seus acertos, suas escolhas… tudo se parece muito comigo. Quando eu escolhi fazer Comunicação, e meu pai queria que eu fizesse Direito, lembrei logo dela – o pai dela queria que ela fizesse Medicina, mas ela preferiu seguir sua vocação para Artes. Lembro dela em meus relacionamentos, lembro dela nas amizades… acho que eu sou a Felicity brasileira em pessoa.

Felicity e Ben, cena da 4ª temporada (imagem do meu desktop ^^)

Felicity e Ben, cena da 4ª temporada (imagem do meu desktop ^^)

(Cena do primeiro beijo entre Felicity e Ben)

Mais que tudo isso, a personagem me mostrou (e aposto que para muitas garotas também) que eu não sou e nem posso ser perfeita. Que eu vou errar, e muito feio até, mas vou aprender com isso. E todas as coisas ruins, no final, não vão influenciar na minha felicidade, se eu a fizer acontecer.

(Abaixo, primeiríssima cena de Felicity)

Posted in crônica, crônica multimídia | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , , , , , | 25 Comments »